24 de mar de 2012

Singelo Adeus A Chico Anísio

Gênio brasileiro do humor, dono de nossa alegria, sua vinda a essa vida foi presente divino, mal sabia ele, ainda menino, que vinha alimentar corações, tantas decepções me curou, Chico Anísio, me fez confortar, motivar, criar, desde as charretes até o nosso separador mundo moderno e orkut, mas, porém pra mim, parece que sua vida pra mim foi VAPT VUPT !

Thales Matzenbacher

27 de fev de 2012

Cada Passo uma Lacuna . Cada um uma vivência !

Hoje eu caminhei sem rumo, sabe, andei sem compromisso de chegar e sem hora pra voltar, notava coisas que nunca antes tinham me chamado a atenção, como a árvore que não balançava, o pássaro que seguia o outro numa espécie de brincadeira de criança, sinceramente eu vi que hoje eu estava ali no meu corpo mesmo, que meu pensamento não estava tão longe como parecia, assim pude perceber que eu não tinha sido eu mesmo nesses últimos dias e que meu pensamento estava apenas no trabalho e nas reponsabilidades que me atribuiram ao longo da minha vidinha parada e monótona.
Os casais vão se formando, a grama antes vem cortada que preenchia as praças da cidade estão novamente pela metade devido ao tempo e aos nossos maus cuidados, nessa minha caminhada, a cada passo dado eu sentia uma dor forte que ia aumentando cada vez mais, pareciam, na verdade dias perdidos, dias em vão, um passo e uma lacuna na vida, assim eu definia meus passos, como dias sem produção, vinham pensamentos ridículos como "será que um dia eu vou casar?" ou "será que meu ideal está realmente certo?", então relaxei, afinal o tempo tava passando e eu ali pensando, como eu venho fazendo a anos, só pensando, sem ação, sem metas, sem prazos, sem objetivos, se existe alguém que está se identificando com esse texto acorde, isso não é o certo a fazer.

Proibido pra quem tem ciúmes !!!

Pra começar a conversa, se ela quiser te trair, ela vai trair, e você? Nunca ficará sabendo, nenhum dos amigos do âmbito dela vai perder essa chance de fisgar um pedacinho pra si, ainda mais sabendo que se ela é ousada a trair é também ousada a fazer outras coisas proibidas e excitantes, deixando cada vez menor a chance de você ficar sabendo de alguma coisa.
Ficar perguntando pra ela sobre os amigos, ou sobre situações curiosas que ela tem passado não vai melhorar a situação, a mentira é uma coisa simples: Dê um sorriso, acaricie a cabeça, dê um abraço bem apertado beije o pescoço e diga que a ama, tudo isso de olhos fechados pra não ver a dignidade indo embora, e pronto, você está livre, agora é só questão de tempo para desconfiança do seu amor sumir. Elas não são diferentes de nós, sabem de tudo isso que escrevi aqui também, ora bolas, o que você tem na cabeça se acha que essas carinhas de anjo são bobas, que essas criaturinhas indefesas de pele macia e voz suave não chifram. Então elas não sentem tesão? Seria o fim da picada achar que só nós homens é que temos esses sentimentos, se o sexo não é mais o ápice, se você está enjoado da mesma cara na cama, pode ter certeza que é recíproco, ELAS TAMBÉM GOZAM, não esqueça disso.
Mas é claro que você não vai ficar criando caso por causa disso né? Apesar de tudo, ela pode te trair e te amar ao mesmo tempo, ela apenas pode querer um outro homem pra esquentar o casamento, é da vida, melhor ir se consolando meu amigo, uma hora ou outra isso vai acontecer com agente, esperamos que não, mas é o que nos resta mesmo, esperar. Já escutei de muitos amigos coisas como " Eu não acredito que ele brigou por causa de mulher.", sinceramente eu penso diferente, ele não brigou por causa de mulher mas sim por causa de sentimento, uma das únicas coisas mais forte que o homem é o sentimento, se alguém sentir traído, trocado ou desvalorizado é motivo suficiente pra ficar paranoico e violento, isso é químico, psicológico, lógico e no fim termina no físico também. Então se acalme, beba uma água gelada, fume um cigarro, esqueça esse texto, o negócio é aceitar a ideia de que quem gosta de maçã, vai gostar de todas porque todas são iguais.

Segue letra do imortal:


Raul Seixas - A maçã

Se esse amor
Ficar entre nós dois
Vai ser tão pobre amor
Vai se gastar…

Se eu te amo e tu me amas
Um amor a dois profana
O amor de todos os mortais
Porque quem gosta de maçã
Irá gostar de todas
Porque todas são iguais…

Se eu te amo e tu me amas
E outro vem quando tu chamas
Como poderei te condenar
Infinita tua beleza
Como podes ficar presa
Que nem santa no altar…

Quando eu te escolhi
Para morar junto de mim
Eu quis ser tua alma
Ter seu corpo, tudo enfim
Mas compreendi
Que além de dois existem mais…

Amor só dura em liberdade
O ciúme é só vaidade
Sofro mas eu vou te libertar
O que é que eu quero
Se eu te privo
Do que eu mais venero
Que é a beleza de deitar…

Quando eu te escolhi
Para morar junto de mim
Eu quis ser tua alma
Ter seu corpo, tudo enfim
Mas compreendi
Que além de dois existem mais…

Amor só dura em liberdade
O ciúme é só vaidade
Sofro mas eu vou te libertar
O que é que eu quero
Se eu te privo
Do que eu mais venero
Que é a beleza de deitar…


Thales Matzenbacher

Texto meramento criativo !! Nada nele escrito tem experiências reais!!
Mas já me senti assim outras vezes ;)
Abraços

28 de jan de 2012

Passando a perna na vida.

Como seria viver nos anos 30, 60, 70? Ou melhor como era viver sem computador e sem celular? Nem me lembro mais, eu saía de casa pra ir nos meus amigos brincar de pega pega, esconde esconde, diabo rengo, cola cola, menina pega menino, jogar futebol, jogar SNES, Mega drive, Dynavision, então eu não precisava de celular, estava sempre com eles, no entanto, se hoje esqueço o celular ao sair de casa volto até 2 a 3 quadras para pregá-lo, e sim, é um mal necessário, como ando sempre em função de alguma coisa a única forma de organizar um time pro futebol, marcar um churrasco programar uma pescanha tem sido pelo celular ou pela internet.
Não reclamo da globalização, acho que o ser humano quer ficar cada vez mais perto, unir culturas, aprender o que o preconceito e os 'velhos ranzinzas e cabeças fechadas" não nos deixaram aprender há tempos atrás, esse tradicionalismo de cada região acaba, sem querer, distanciando as pessoas, pois buscando a singularidade de etnias esquecem que o mundo é um todo, enquanto não entendermos o que queremos é "ficar de bem" um com o outro não entenderemos a globalização, minha irmã está em Santa Catarina, e a única forma que tenho de vê-la é pela web cam, ou ouço a voz dela ligando do meu celular no meio de uma caminhada pela minha cidade, isso me faz bem, sendo assim não odeio a modernidade, a tecnologia, pelo contrário, sempre espero algo novo que me impressione e me ajude de alguma forma. Tudo isso é muito bom, o que estraga é o consumismo, essa doença de certas pessoas estraga tudo, essa afobação é que gera a crise e a quebra da economia, desequilibra toda a estrutura da família, dos bancos, das empresas, enfim, quando se atrasa um pagamento por excesso de compras todo mundo envolvido sofre alguma consequência.
Mas a minha pergunta continua a mesma, como seria viver nos anos 30, 60, 70?

Se alguém tiver alguma história... Conta aí !!
Abraços..

21 de dez de 2011

O caso da enfermeira! E muito mais além...

Observem quanta revolta em sites de relacionamentos com esse caso da enfermeira que matou CRUELMENTE seu cachorro NA FRENTE DE UMA CRIANÇA. Vi muitos de nós emputecerem com a matéria e muitos revoltados com o sensacionalismo da mesma, usando como argumento a falta de ênfase para outros casos contra seres humanos.
Minha opinião é simples, MALDADE É MA...LDADE, não importa o contexto... O fato não é ter matado um cachorro, a eutanásia existe há muitos anos, a grande merda de tudo isso são as condições, imaginem vocês numa camisa de força e sem poder falar, e mesmo que grite para todo mundo não será escutado com voz ativa, VOCÊ NÃO É IMPORTANTE, sintam a dor e o sofrimento do pobre animal que não sabia pra onde fugir e nem como fugir... quantas vezes ele foi fiel à dona e de um dia pro outro foi tratado assim, é triste né? Eu acho no mínimo "torturante", não foi um assassinato, foi uma tortura que serve de apelo para a humanidade... um apelo DE humanindade..

Qualquer ser vivo é importante!!! Se não tivéssemos visto essas imagens talvez nunca nos importaríamos, o que não podemos é ficar brabo com a mídia, é obvio que os jornais vão querer ganhar dinheiro em cima disso... ta na cara dã, agente sabe, hoje em dia quem não sabe? A diferença é que hoje aceitamos o nariz de palhaço.. O que me dói mesmo é saber que existem pessoas assim sem coração! Gente que tem a maldade de olhar nos olhos de quem sofre, de quem chora, de quem pede ajuda, de quem está perdido e sem lugar pra fugir e ainda assim desfere pancadas e mais pancadas...

Pensem muito bem antes de exporem suas ideias, que sejam verdadeiras e expressem indiguinação, mas que usem como base a vida!! o direito de viver... Julguem como quiserem, apontem os dedos, joguem pedras e mais pedras... mas acertem o alvo! Os jornais estão fazendo seu trabalho assim como sábio vizinho que não interferiu quando estava filmando também o fez!! Eu atiro minha pedra na enfermeira, no seu advogado com argumentos inúteis!!

EU NÃO DEFENDO ESSA ATITUDE!!

QUEM TIRA O DIREITO DE VIVER PERDE O DIREITO DE VIVER !

20 de dez de 2011

Um Adeus com estilo!

"Envolvimento", "Socializar", "Marcar presença", não consigo lembrar quando isso deixou de me interessar.
Quando eu ainda estava no ensino médio e estudava na escola estadual de 1º e 2º grau Onofre Pires, eu tinha uma turma muito boa, extrovertida e inteligente, cada colega tinha uma característica diferente, mas eu...? Eu não reparava nisso, eu queria alguém pra 'brincar' comigo, queria algum amigo pra compartilhar dos meus momentos de zoação, de 'travessuras', queria dar risada junto com alguém, que era o que me fazia sentir muito bem. Quantas gargalhadas de doer a barriga foram dadas, quantas situações de risco como gasear aula, pular o muro, não subir pra aula depois do recreio, sair mais cedo pra ir no refeitório, fugir da sala pra comprar alguma coisa no bar, colar na prova, acho que aprendemos muito mais na escola do que na faculdade, na escola aprendemos a viver, e na faculdade aprendemos a dar valor ao que se foi.
Mas hoje o que me resta é a nostalgia, saber que não viverei mais aquelas situações com aquelas condições. Depois de determinada época, ou quando me tornei 'adulto', comecei a analisar as coisas, deixei de viver e comecei a observar, essa simples mudança foi o que me trouxe até este estado de solidão e escuridão. Juntando com a minha baixo autoestima chegamos a uma conclusão nada boa, uma pessoa que aprendeu a gostar de ficar só porque se acha muito imatura pra sociedade.
O problema é que as tecnologias e as novidades que chegam não me interessam, elas não me chama a atenção, fico maravilhado com a inteligência do homem mas não desfruto de seus produtos tecnológicos, acho, inclusive um grande golpe para consumo, onde as tecnologias são criadas completas e liberadas em partes para ficarmos admirados pouco a pouco com as 'inovações' de tecnologias, assim já podem cobrar mais e mais proporcionalmente. Nas manhãs me encho de esperança e motivação para criar algo novo, um projeto, uma música, um novo perfil social, sinto que posso dominar o mundo, mas com o passar do dia eu aceito a condição que estou, vendo que nada mudou e que é difícil mudar de situação.
Dou graças a Deus aos pais que tenho, minha família é a melhor família do mundo, eles que não merecem o filho que tem, confuso, indeciso, imaturo, brincalhão, extrovertido. QUEM VAI ME LEVAR A SÉRIO? Nem eu me levo a sério mais.
Quando você fizer seu percurso de rotina e não me encontrar mais nele, lembrará de um rosto sincero, preocupado, brincalhão e inofensivo, nos primeiros dias irá chorar de saudade, tristeza, no primeiro mês vai lembrar ainda com muita saudade, mas depois de anos voltará a andar tranquilamente como se nada tivesse acontecido, e após muito caminho andado terá que ser lembrada de alguém que existiu há muito tempo atrás que um dia te fez sorrir.

Thales Matzenbacher

Uma lição sobre agendas

Quando eu me for meus pais vão entrar no meu quarto para lembrar das minhas coisas e como eu as usava, imaginarão as roupas postas em meu corpo, então, depois de horas de procura por algo interessante encontrarão minha agenda, vão abrir e notarão como havia, realmante, uma mente brilhante por trás desses meus lindos olhos verdes (hehe), prestarão atenção nas idéias que eu deixei, nas vontades que eu pretendia realizar entre outras anotações, inclusive esse texto que estou 'digitalizando', e marcando meu espaço na era digital. Será tarde demais? Mas afinal? Não foi sempre assim? Só damos valor para alguma coisa depois que a perdemos, inacreditavelmente, depois de milhares de anos, o Homem ainda não aprendeu a lição da vida, a dádiva que é o "presente", continua dando bola pro passado e programando o futuro, poxa pessoal, John Lennon um dia falou sobre a vida, perguntaram para ele : "O que é vida para você?", e ele naturalmente sábio repondeu: "Vida é aquilo que acontece enquanto lembrammos o passado e programamos nosso futuro.". Pessoal, olhem em volta e vejam quantas agendas ainda temos por aí, agendas das quais ainda podemos reconhecê-las, abrí-las e conhecer novas ideias, parem o que estão fazedndo (menos de ler o texto), e prestem atenção em quantas agendas de Capa Dura deixamos de abrir, limitados por problemas terrenos, quantas vidas podem ser salvas apenas por perdemos nosso futebolzinho da semanda para visitar um velho amigo, ou conhecer novos amigos, afinal eh pra isso que estamos aqui, para abrir agendas, botar observações em algumas, sermos totalmente flexíveis a ideias novas, vamos descobrir a mente brilhante de novas pessoas e elogiá-las enquanto ainda podemos receber em troca um sorriso de satisfação, enquanto ainda podemos salvar mais uma vida e outras ideias brilhantes.
Eu garanto pra vocês que iríamos nos sentir melhores podendo abraçar o dono da agenda, e jogar fora aquela capa dura, quantas mentes estão debaixo de capas de cadernos e agendas esperando para serem descobertas.

16 de dez de 2011

Montanha VERDADE

-Oi pai, aonde estamos?

-Pode abrir os olhos.

-Waaaw! Que lugar lindo pai... Qual é o nome dele?

-VERDADE! o nome dele é VERDADE!

-Porque você nunca me trouxe aqui?

-Você era muito novo para ver a VERDADE.

-Credo pai, quando chegamos aqui e eu abri os olhos senti uma coisa tão boa.

-Isso se chama PAZ INTERIOR meu filho, papai também sentiu isso quando encontrou a VERDADE.

-E como chegamos até aqui ? Durante todo o caminho eu fiquei de olhos fechados.

-Exatamente, seu pai está muito velho e já tem o caminho decorado, mas procurei durante muitos anos a VERDADE, errei muitas vezes o caminho, nesse labirinto voltava sempre pra estaca zero, mas foi quando eu subi nessa montanha e vi o caminho de longe pude entender melhor o ar do caminho.

-Mas porque o senhor subiu nessa montanha se o caminho é pra lá?

-As vezes querido filho, Precisamos esquecer o caminho e lembrarmos de nós, passei todo o tempo cego procurando a VERDADE, mas foi quando eu subi a montanha para refletir sobre o que eu estava fazendo que percebi o tamanho do labirinto que eu estava metido, comecei a rir contentemente quando descobri que o caminho era curto e simples, a VERDADE me libertou.

-Pai quero mostrar isso para todo mundo, esse lugar é magnífico.

-Calma meu anjo, é muito difícil mostrar o caminho da verdade, muitas pessoas não acreditam que ele possa existir, você vai encontrar muita resistência de seus amigos, mas não se preocupe algum dia eles também abrirão os olhos e encontraram esse lindo lugar.

-Ta bom pai, apartir de hoje vou pegar minha mochila com CARÁTER, SOLIEDARIEDADE, BOM HUMOR, HUMANIDADE colocar um poquinho mais de COMPAIXÃO e AMOR, e vou deixar a MENTIRA onde eu morava e vou me mudar pra ca.

-Faça bom proveito, e não deixe esse ânimo cair.

21 de nov de 2011

THALES - LOUCO SONHADOR

http://www.4shared.com/audio/89oUPEoC/thales_louco_sonhador.html


E se você apertasse pause?

Dar um tempo ao tempo.. exercitar a mente!!

Louco Sonhador .. a curta mensagem..

Um livro aberto!

Sou o livro da minha história, personagem do filme da vida real, onde o que parece acontecer só em ficção nos surpreende diariamente em situações aleatórias. Já parou pra pensar que tudo o que você vê no cinema ou na TV são ideias formadas por alguém como você? Que toda a informação recebida foi originada de algum pensamento perdido na cabeça de outro ser humano assim como você? Uma outra questão é: Notou como você se identifica com essas ideias? Como elas lhe parecem ser tão familiares, se você não as viveu pelo menos sabe de alguém que já tenha passado por algo parecido, meus caros amigos, não somos tão diferentes como pensamos ser.
O que já não é mais segredo pra ninguém, é o meu jeito de tratar as coisas com tanta indignação, embora eu seja pacífico e deteste discussões sem sentido que nunca levam a nada, eu não tenho paciência com nós seres humanos. Há algum tempo já que minha percepção sobre as relações sociais tomou um rumo radical e inflexível, me tornei o velho "reinento" da esquina que acorda as seis da manhã, faz um mate , recebe o jornal e vai se queixar para o padeiro sobre sua existência que já foi um mundo maravilhoso quando era jovem. Me tornei um "mente fechada".
Para começarmos somos animais, com instintos e necessidades fisiológicas, fomos "agraciados" pelo dom do raciocínio, o que, na verdade para mim foi o que fodeu com tudo. Como somos os animais que ocupam a maior parte do mundo, é muito difícil haver alguém que não tenha se relacionado socialmente, e percebido que somos igualmente diferentes. Inteligentemente burros, somos conhecidos pela nossa inteligência, pela nossa evolução, mas volto a dizer, "somos os seres mais estúpidos e egoístas desse mundo", sem contar nossa falta de bom senso e maldade inacabável.
Inconscientemente somos instintivos, o desejo é camuflagem de uma vontade fisiológica do ser humano, tesão é instinto ativo no organismo, são duas variáveis que alteram totalmente o rumo de nossas vidas individuais. Você com certeza já ouviu uma piadinha do tipo "a cabecinha de baixo pensou mais alto?", é uma das provas de que nossos instintos interferem na vida social e nos nossos planos, sem contar em nossa vida amorosa, mais um motivo para darmos razão a nossos medos, para criarmos receios, e alimentar nossa fome de raiva e egoísmo. Como diz a letra "Another brick in the wall" da famosa banda Pink Floyd: "Tudo isso é apenas mais um tijolo no muro!", se referindo a uma barreira que criamos com o mundo lá fora quando ficamos ciente da situação em que a evolução nos levou, quando notamos que o mundo é um hospício gigante, sinceramente não posso acreditar que algum dia o mundo foi melhor, queremos acreditar sim que nossos pais viviam sem a globalização em alta, sem tanta tecnologia, que praticavam esportes saudáveis e faziam brincadeiras sem malícia, mas a traição já existia desde o tempo de Judas.
Existe uma disputa entre o que queremos e o que fazemos, quem trava essa batalha é o nosso caráter com o nosso desejo, muitas vezes queremos que alguma coisa aconteça de determinada forma quando nos limitamos a fazer o que deve ser feito.